Serviço médico

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

A Fundação Irmã Hatune apoia a prevenção sanitária de famílias pobres

„Fui doente e vós me visitastes.“
Mateus, 25

O serviço sanitário é para nós um trabalho muito importante. Cuidamos de 15 mil pacientes. Administramos postos de saúde onde a população pobre recebe cuidados médicos e remédios de graça. Muitos doentes recebem o necessário para tratamentos demorados, sem custo para eles.

Ir ao médico é para muitos pobres ainda um sonho. Acreditamos que o apoio a pobres e doentes é uma tarefa profundamente santa. Muitos médicos dos grandes hospitais nos ajudam em nossos postos de saúde sem cobrar pelo serviço.

dscf2515-1024x768

Também temos médicos da Europa trabalhando nos postos de saúde. Precisa-se de um coração bom para doar para os pobres, mas precisa-se de muito mais para ir a um outro país para ajudar pessoalmente.

Por exemplo, no Nepal a fundação cuida de leprosos. Foram construídas duas clínicas de lepra, onde por ano 8 mil pessoas recebem ajuda médica ambulante ou hospitalizada.

lepra

Lepra é muito frequente no Nepal, porque as pessoas vivem juntas com o gado na mesma casa por causa do frio rígido. Lepra é uma infecção bacteriana, e a cura é demorada e difícil. Precisa-se duma mudança dos costumes da população.

Para ajudar nisso a fundação construiu doze casas comunitárias em regiões rurais. Nelas as pessoas são instruídas sobre higiene e as causas da lepra e como se prevenir. O melhor é tratar da lepra logo no estado inicial, mas a dificuldade é que o povo mais simples confia em enfeitiçaria e magia negra, procurando outra ajuda só quando a lepra já progrediu demais.

medico




atras

Back to Top